Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
https://www.tecnologiammm.com.br/article/doi/10.4322/tmm.2013.041
Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
Artigo Original

ELABORAÇÃO DE PLANO DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE EMPRESAS DE FUNDIÇÃO DE FERRO FUNDIDO DE PEQUENO PORTE

ELABORATION OF MANAGEMENT PLAN OF SOLID WASTE FROM SMALL CAST IRON FOUNDRIES

Moraes, Carlos Alberto M.; Kieling, Amanda Gonçalves; Calheiro, Daiane; Pires, Daniel Canello; Silveira, Cynthia Fleming B. da; Garcia, Ana Cristina; Brehm, Feliciane Andrade

Downloads: 0
Views: 296

Resumo

A indústria de fundição contribui para a sociedade atendendo a demanda da reciclagem de sucata metálica, mas, ao mesmo tempo, possui um alto risco de impacto ambiental por gerar uma série de resíduos potencialmente contaminantes. Entre estes, estão a escória e as areias usadas (em especial aquelas geradas nos processos de moldagem por cura a frio) de fundição. A partir de um diagnóstico ambiental completo realizado em oito fundições de ferro fundido de pequeno porte, uma delas foi escolhida para servir como base na elaboração de um plano de gerenciamento de resíduos sólidos industriais (PGRSI) de fundição de ferro fundido de pequeno porte, tendo em vista a necessidade de conhecer e gerenciar esses resíduos de forma qualitativa e quantitativamente. Através de um levantamento de dados sobre o processo produtivo, estes foram compilados e auxiliaram na determinação do atual cenário organizacional. Com base nisto, torna-se possível criar um ambiente favorável ao desenvolvimento de ferramentas de prevenção de impactos ambientais, propiciando uma migração para ações mais complexas visando elevação da eficiência do processo, como produção mais limpa, a reciclagem interna e externa dos materiais excedentes.

Palavras-chave

Gerenciamento ambiental, Resíduos sólidos, Fundição, PGRSI

Abstract

The foundry industry contributes to society meeting the demand of metal scrap recycling, but, at the same time, it brings a high risk of environmental impact for its many potentially pollutant wastes. Among these, there are slag and used foundry sand (cold cure molding). Through a survey about the production process of a small cast iron company, the collected data was compiled to determine the organizational setting in terms of generation and segregation of waste. From a complete environmental diagnosis carried out in eight small cast iron foundries, one of them was chosen to be a basis for the elaboration of an industrial solid waste management plan, which is becoming necessary to know and manage the generation of wastes qualitatively and quantitatively. A data assessment about the production process was carried out and compiled to determine the actual organizational scenario. As a result of that, it is possible to create a favorable environment to develop tools for environmental impacts prevention, which will permit the migration for more complex actions on the direction of more efficient process, cleaner production, and internal and external recycling of exceeding materials.

Keywords

Environmental management, Solid waste, Foundry, MPISW

Referências



1. Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 10.004: Resíduos Sólidos: Classificação. Rio de Janeiro: ABNT;2004.

2. Fatta D, Marneri M, Papadopoulos A, Savvides C, Mentzis A, Nikolaides L, et al. Industrial pollution and controlmeasures for a foundry in Cyprus. Journal of Cleaner Production. 2004;8(3):314-333.

3. Diehl MD. Planejamento da regeneração de areias de fundição. Anais do 51º Congresso Anual daABM - Internacional; 1996; Porto Alegre, Brasil. São Paulo: ABM; 1996. p. 457-476.

4. Deng A, Tikalsky PE. Metallic characterization of foundry by-products per waste streams and leachingprotocols. Journal of Environmental Engineering. 2006;1(6):586-595. http://dx.doi.org/10.1061/(ASCE)0733-9372(2006)132:6(586)

5. Armange LC, Neppe LF, Gemelli E, Camargo NHA. NHA. Utilização de areia de fundição residual para uso em argamassa. Revista Matéria. 2005;1:51-62.

6. Silva TC, Chegatti S. Comparativo entre os regulamentos existentes para a reutilização de resíduos de fundição. Revista da ABIFA. 2007;90.

7. Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, Comissão Especial sobre Lixo. Tratamento e Inertização das Areias de Fundição. 2007. Disponível em: www.al.rs.gov.br/download/comesplixo/inertização_areias_fundição.pdf.

8. Pieske A, Chaves F, Montenegro L, Reimer JF. Ferros fundidos cinzentos de alta qualidade. Joinville: Sociedade Educacional Tupy; 1980.

9. Caspers KH. Fusão de ferro fundido sintético em forno cubilô. Fundição e Serviços. 1999;75:34-49.

10. Siegel M. Fundição. São Paulo: Associação Brasileira de Metais; 1982.

11. Garcia ACA, Moraes CAM, Berquó AR. Avaliação de impacto ambiental por disposição irregular de areias de fundição: estudo de caso. In: Anais do 60º Congresso Anual da ABM - Internacional; 2005; Belo Horizonte, Brasil. São Paulo: ABM; 2005. p. 2722-2732.

12. Gaspar RC, Calheiro D, Oliveira KR, Brehm FA, Moraes CAM. Caracterização de areia de fundição via tratamento de regeneração termo-mecânico. Anais do 63º Congresso Anual da ABM - Internacional; 2008; Santos, Brasil. São Paulo: ABM; 2008. p. 3713-3724.

13. Peruffo V. Estudo da viabilidade de utilização de escória granulada de fundição na confecção de blocos de concreto para pavimentação [trabalho de conclusão de curso]. São Leopoldo: Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Curso de Engenharia Civil; 2008.

14. Calheiro D, Metz DC, Kulakowski MP, Moraes C. Avaliação da reciclagem de areia fenólica-alcalina usada de fundição (AF) na produção de concreto. Anais do 65º Congresso Anual da ABM - Internacional; 2010, Rio de Janeiro, Brasil. Rio de Janeiro: ABM; 2010. p. 3260-72.

15. Moraes CAM, Ely EE, Rocha L, Simon J, Kessler S, Silveira C et al. Avaliação da gestão empresarial, tecnológica e ambiental em empresas de fundição como ferramentas para aumento de competitividade no setor: O Caso do Projeto Fundi-RS. Anais do 13º Congresso de Fundição da ABIFA – CONAF; 2007; São Paulo, Brasil. São Paulo: ABIFA; 2007. p. 1-14.

16. Brasil. Lei complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006. Institui o Estatuto Nacional da Microempresa e daEmpresa de Pequeno Porte. Casa Civil. 2006 [27 fev. 2012]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/LCP/Lcp123.htm.

17. Brasil. Lei nº 12.305, de 02 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, altera a Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998 e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. 3 ago. 2010. Seção 1, p. 3.

18. Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 11174: Armazenamento de resíduos: Classe II – Não Inerte e III – Inerte. Rio de Janeiro: ABNT; 1990.

19. Associação Brasileira de Normas Técnicas. NBR 12235: Armazenamento de resíduos sólidos perigosos. Rio de Janeiro: ABNT; 1992.

20. Moraes CAM, Calheiro D, Pires DC, Nunes SS, Lorscheitter G. Avaliação dos aspectos e impactos ambientais de uma indústria de fundição. Anais do 65º Congresso Anual da ABM - Internacional; 2010; Rio de Janeiro, Brasil. Rio de Janeiro: ABM; 2010. p. 2979-2988.

21. Pires DC, Kieling AG, Calheiro D, Simon L, Arend CO, Moraes CAM. Avaliação de areia fenólica usada de fundição regenerada em escala industrial por método mecânico. Anais do 3º Congresso Internacional de Tecnologias para o Meio Ambiente; 2012; Bento Gonçalves, Brasil. Nova Santa Rita: Proamb; 2012.
588696e77f8c9dd9008b4759 tmm Articles
Links & Downloads

Tecnol. Metal. Mater. Min.

Share this page
Page Sections