Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
https://www.tecnologiammm.com.br/doi/10.4322/2176-1523.0868
Tecnologia em Metalurgia, Materiais e Mineração
Artigo Original

RELAÇÃO ENTRE GRAU DE METAMORFISMO E MALHA DE LIBERAÇÃO DE ITABIRITOS COMPACTOS DO QUADRILÁTERO FERRÍFERO

RELATIONSHIP BETWEEN METAMORPHISM DEGREE AND LIBERATION SIZE OF COMPACT ITABIRITES FROM THE IRON QUADRANGLE

Ferreira, Rodrigo Fina; Silva, Regisvander Gomes da; Marques, Michelle Lacerda Sales

Downloads: 0
Views: 17

Resumo

O minério de ferro lavrado no Brasil pode ser classificado em diversas litologias com características distintas. O avanço da mineração ao longo do tempo leva à escassez dos minérios ricos, fazendo com que litologias mais pobres, contaminadas e compactas passem a ser lavradas. Há uma crescente tendência de aplicação de rotas de processo envolvendo moagem para promover a liberação mineral, condição primordial para os processos de concentração. Diversos autores correlacionaram os processos de metamorfismo das formações ferríferas às características mineralógicas observadas nos itabiritos do Quadrilátero Ferrífero, notadamente o tamanho dos cristais. O presente trabalho avalia as implicações desta variação na definição da malha de moagem. Realizou-se caracterização mineralógica e ensaios de moagem, deslamagem e flotação com amostras provenientes de duas regiões do Quadrilátero Ferrífero submetidas a diferentes graus de metamorfismo. Constatou-se uma tendência de obtenção de grau de liberação satisfatório em malha granulométrica mais grossa para o itabirito de maior grau metamórfico, cujos cristais são maiores. Os ensaios de flotação comprovaram as constatações mineralógicas.

Palavras-chave

Itabirito, Caracterização mineralógica, Liberação, Moagem.

Abstract

Iron ore exploited in Brazil can be classified into several lithological types which have distinct features. The progress of mining over time leads to scarcity of high grade iron ores, leading to the exploitation of poor, contaminated and compact ores. There is a growing trend of application of process flowsheets involving grinding to promote mineral liberation, essential condition for concentration processes. Several authors have correlated metamorphism processes of banded iron formations to mineralogical features observed on itabirites from the Iron Quadrangle, mainly the crystals size. This paper presents the implications of such variation in defining the mesh of grinding. Mineralogical characterization and grinding, desliming and flotation tests have been carried out with samples from two regions of the Iron Quadrangle subjected to different degrees of metamorphism. It was found a trend of reaching satisfactory liberation degree in coarser size for the itabirite of higher metamorphic degree, which has larger crystals. The flotation tests have confirmed the mineralogical findings.

Keywords

Itabirite, Mineralogical characterization, Liberation, Grinding.

Referências

1 Dorr JVN. Esboço geológico do Quadrilátero Ferrífero de MG. In: DNPM-USGS. Rio de Janeiro: DNPM; 1959. (Publicação Especial, 1).

2 Biondi JC. Processos metalogenéticos e os depósitos minerais brasileiros. São Paulo: Oficina de Textos; 2003.

3 Chemale F Jr, Rosière CA, Endo I. Evolução tectônica do Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais: um modelo. Pesquisas UFRGS. 1991;18(2):104-127.

4 Rosière CA, Chemale F Jr, Guimarães MLV. Um modelo para a evolução microestrutural dos minérios de ferro do Quadrilátero Ferrífero. Parte I - estruturas e recristalização. Geonomos. 1993;1(1):65-84.

5 Pires FRM. Textural and mineralogical variations during metamorphism of the Proterozoic Itabira Iron Formation in the Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais, Brazil. Anais da Academia Brasileira de Ciencias. 1995;67(1):77-105.

6 Rosière CA, Chemale F Jr. Itabiritos e minérios de ferro de alto teor do Quadrilátero Ferrífero: uma visão geral e discussão. Geonomos. 2000;8(2):27-43.

7 Rosière CA. Um modelo para evolução microestrutural de minérios de ferro do Quadrilátero Ferrífero. Parte II Trama, textura e anisotropia de susceptibilidade magnética. Geonomos. 1996;4(1):61-75.

8 Gaudin AM. Principles of mineral dressing. New Delhi: Tata McGraw-Hill Publishing Company; 1939.
588696fa7f8c9dd9008b47ad tmm Articles
Links & Downloads

Tecnol. Metal. Mater. Min.

Share this page
Page Sections